Read more" />

Faleceu Miguel Mota, um investigador à frente do seu tempo.

Faleceu hoje Miguel Mota, aos 93 anos de idade, uma vida inteira dedicada à ciência e à investigação.

Licenciado em Agronomia pelo ISA e Doutor Honoris Causa pela Universidade de Évora, liderou o Laboratório de Citogenética da Estação de Melhoramento de Plantas, em Elvas (hoje parte do INIAV), foi pioneiro na utilização de microscopia eletrónica em Portugal e contribuiu para o avanço do conhecimento da genética e da biologia celular em plantas (em 1957 publicou um artigo sobre o papel determinante dos cinetócoros na anáfase, teoria só comprovada 50 anos mais tarde) e deixou um enorme legado na produção de cereais melhorados.

Pai do nosso colega Manuel Mota, biólogo e investigador, a Ordem dos Biólogos presta sua homenagem a este homem de ciência e apresenta sentidas condolências ao nosso colega, aos demais familiares, colegas e amigos.

Miguel Mota

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *